As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 3 – A Tormenta de Espadas

E ai galera,

Quem acompanha meu blog sabe que eu sou muito fã das Crônicas de Gelo e Fogo, quando eu terminei de ler o livro A Fúria dos Reis, eu fiz um resumo aqui de cada personagem no livro que teve a terra média vista por seus olhos e nesse terceiro livro, A Tormenta De Espadas, não foi diferente, então estou postando agora um resumo de cada personagem.

CUIDADO, POSSUI SPOILERS.

Prólogo:

“Aquele velho selvagem pervertido é que está certo. Se quer casar com uma mulher, basta tomá-la, e nada de lhe dar flores para que talvez não repare em suas malditas pústulas.“

O prólogo do livro começa muito agitado, com uma conspiração dentro da Patrulha da Noite.

A Patrulha da Noite é uma organização que existe para defender ao reino. Sempre foi citada em obras como um local honrado, porém nos tempos atuais está jogada, os membros são enviados para lá como forma de penitência, para não morrer por seus crimes, então um lugar como esse, é claro que um dia ia dar merda e não deu outra, essa conspiração uma hora ia acontecer.

Esse prólogo apareceu no episódio Valar Morghulis (season finale da season 2), que foi o final do episódio, porém resumidamente. Na verdade não mostra nem a conspiração em si, feita pelo Chett, para matar o Velho Urso, só mostraram os sopros que indicam que tinha Outros (White Walkers) atacando, que foi uma cena foda no livro, muito mais do que na série, em nível de empolgação, de você vira a página pensando, CARALHOOOOOOO.

Resumindo, o livro já começa nesse ritmo e é assim até o fim.

Davos Seaworth:

“Vossa Graça, fez-me jurar dar-lhe conselhos honestos e rápida obediência, defender o seu reino contra seus inimigos, proteger o seu povo. Não será Edric Storm um membro de seu povo? Um daqueles que jurei proteger? Obedeci aos meus votos. Como pode isso ser traição?”

Davos é um personagem que é necessário pra saber o andamento das coisas com o Stannis, mas não é um personagem que me faz virar fã e torcer pra chegar os capítulos dele.

Ele teve lances interessantes, como ter quase morrido depois da Guerra em Porto Real, ser taxado como traidor, ficar preso, por tentar matar Melisandre (ou planejar isso em sua mente) e depois ter virado Mão do Rei e tomar decisões através da sua dignidade, como libertar o bastardo de Robert, indo contra as ordens de Melisandre. Uma coisa que fez refletir no final de livro foi, o feitiço realmente deu certo, pra matar os reis? Ou foi mera coincidência?

Catelyn Tully:

“O senhor meu esposo está morto e o meu pai também. Dois de meus filhos foram assassinados, a minha filha foi dada a um anão sem fé para lhe dar à luz filhos nojentos, a minha outra filha está desaparecida e é provável que esteja morta e o meu último filho e o meu único irmão estão ambos zangados comigo. O que é que pode haver de errado?”

Os capítulos de Catelyn, eu via mais no hype pra ver o Robb, porém o início era mais ela do lado do pai e o pai morrendo.

Uma coisa que eu achei escrota no seriado, foi Robb ter punido a Cat por ter soltado o Jaime, sendo que no livro, ele foi muito mais maleável e foi ele que a soltou, quando a prenderam por traição, ele entendia o lado dela perfeitamente, por ser mãe.

Cara, eu tinha tomado spoiler que Catelyn iria morrer, mas eu nunca ia imaginar que o Robb ia rodar também e foi um choque foda. Na hora da morte do Robb e quando a Cat matou o neto do Senhor das Gêmeas eu já imaginava a morte dela naquela hora.

No epilogo aparece novamente viva, ressuscitada. Pelo spoiler eu sabia que ela ia aparecer, então nem foi surpresa.

Brandon Stark:

“Sou um príncipe do Norte, um Stark de Winterfell, quase um homem-feito, tenho de ser tão bravo quanto Robb.”

No livro tiveram acontecimentos foda, mas também tiveram capítulos que foram um pouco chato e os do Bran estão nessa lista, dos capítulos que não resultou em nada, poderia ser contado depois num futuro, como eram contadas as batalhas de Robb, porque os capítulos de sonhos foram um saco.

Só começou a ficar interessante no final, quando ele chegou a Dávida, que eu tinha esperança de ele encontrar o Jon, mas acabou que terminou do mesmo jeito de forma sem graça, ele encontrando o Sam e indo pro outro lado da Muralha e o filho da puta do Sam não falando nada pro Jon.

Daenerys Targaryen:

“Ficarei, governarei e serei uma Rainha.”

Personagem chato, mas até que teve uma melhora nos capítulos. Os capítulos da Dany são os capítulos que você pensa: “PQP, cheio de acontecimento foda e eu vou ler agora da Dany? :/”. Aliás, só quem não lê os livros acha a Dany foda, porque a série dá um destaque foda pra ela. Anyway, a jornada da Dany foi ir a Astapor, Yunkai e Meeren, pra libertar os escravos, dominar as cidades e virar praticamente a Rainha dessas terras.

Uma coisa meio chocante foi ver que o Sor Jorah era um informante do Aranha. Eu até fiquei na dúvida se era ele conversando com o Aranha quando Arya viu na season 1 e revi a cena, mas também vi que viajei foda.

Jaime Lannister:

“Devolvido em segurança a Porto Real por Brienne, a Donzela de Tarth”.

Um personagem que me surpreendeu DEMAIS. Eu tive alguns personagens que eu gostava em um livro e desgostava em outro, como o caso do Tyrion que eu no primeiro livro não gostava dele e depois virei fã e do Theon, que eu gostava no primeiro livro e depois passei a não curtir, mas o Jaime foi uma reviravolta estrondosa, ninguém imaginaria que ele tivesse honra. Sim, ele tem honra e ele é FODA.

Nos capítulos de Jaime vimos todas as revelações dele, ele contando tudo a Brienne, que matou principalmente Aerys porque ele realmente era louco e iria colocar fogovivo em tudo.

Quando estava indo pra casa, voltou pra buscar Brienne, mesmo sem uma mão e no fim, depois de salvar Brienne da forca, ao convencer Sor Loras, pede a mesma pra proteger Sansa Stark e solta seu irmão que era acusado de matar seu filho Joffrey.

Outra coisa interessante é mostrar que ele foi fiel a Cersei, e que tudo que fez e se arrepende de ter feito, como jogar Bran da torre, foi por amor a irmã. Também gostei dele abandonar tudo pela honra de cavaleiro, quando resolveu ficar como Senhor Comandante da Guarda Real e não herdeiro de Rochedo Casterly.

Arya Stark:

“O medo golpeia mais profundamente do que as espadas.”

Arya Stark, está na lista dos personagens mais azarados da história rs. Uma coisa que essa série de livros faz é fazer você virar fã de personagens que não são os principais (falo principais, pelo nome dos capítulos), como é o caso do Cão de Caça. Gosto bastante desse personagem, desde que ele ficava protegendo Sansa.

Arya é um tipo de personagem que quando eu vou ler os capítulos dela, vou saber que tudo vai dar errado, porque o lance das Gêmeas foi o pior, a gente pensando que tudo vai dar certo, quando chega às Gêmeas, o irmão e a mãe morrem.

O que não curti foi o final dela, deixando Cão de Caça pra trás pra ele morrer. Ok, ele merecia, era um filho da puta, mas ele era talvez a melhor chance dela ficar viva.

No fim, Arya entrega a moeda que ganhou de Jaqen H’ghar ao capitão da galé e falando Valar Morghulis. Ele responde Valar Dohaeris e a oferece uma cabine, na galé, partindo pro Leste. Tomara que role um encontro dela com o anão, aliás, seria interessante um encontro deles dois com a Dany também.

Tyrion Lannister:

“Nada disso. Da morte de Joffrey sou inocente. Sou culpado por um crime mais monstruoso. Nasci. Sobrevivi. Sou culpado por ser um anão, confesso. E independentemente de quantas vezes o meu bondoso pai tenha perdoado, persisti na minha infâmia.”

Tyrion foi um personagem que eu tive muito medo de morrer, ainda mais depois do livro um, que tudo indicava que o Ned ia morrer e a gente tinha aquela esperança de tudo dar certo e ele morreu. Também porque estavam acontecendo muitas mortes de pessoas grandes, como Robb, Velho Urso, Joffrey, pra ser o Tyrion não ia demorar muito, mas graças a Deus pelo menos no Tormenta não foi ele ahsuasha.

Como no final do Fúria dos Reis, Tyrion perdeu o título de Mão do Rei e vira Mestre da Moeda. Até então nada demais, só acontecimentos do Tyrion tentando juntar dinheiro pro reino, até porque terá o casamento do Rei Joffrey com Margaery.

A parte que virei mais fã de Tyrion foi no casamento do Rei, que Tyrion fica bêbado e insulta o Rei, quando o Rei Joffrey o chama pra subir num cão e lutar, ele diz: ”Só subo em um cão se Vossa Graça subir em outro, pois é o único homem presente no salão que eu tenho a certeza de derrotar!” Essas são as cenas que eu vou mais sentir falta, do Tyrion humilhando o Joffrey, porque logo a seguir, depois de uma série de humilhações, Joffrey morre envenenado e Tyrion e sua esposa Sansa Stark são acusados de assassinato por envenenamento.

No julgamento ganhei alguns inimigos. Shae eu foi uma personagem que a gente não tem como saber se ela é uma filha da puta mesmo ou não, porque o Tyrion pode não ver isso por estar apaixonado, mas pode ser que ela seja uma boa pessoa mesmo. Outro que virei fã, pelo menos por pouco tempo é o Príncipe Oberyn Martell (Víbora Vermelha), quando vira campeão de Tyrion no julgamento, mesmo sabendo que foi mais pra se vingar do que Sandor Clegane (A Montanha) fez com sua irmã. Na luta, a Víbora Vermelha leva a melhor e quando está para matar Clegane, fica brincando com ele, até Clegane agarrar seu pé, jogá-lo para o chão e matá-lo. Assim Tyrion é sentenciado à morte.

No final, Jaime Lannister salva a pátria junto com o Aranha, libertando Tyrion, me fazendo também ser mais fã do que me tornei deles e termina bonito com o Tyrion matando o Lord Tywin, por vingança de Tysha.

Samwell Tarly:

“Sou a espada na escuridão. Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que traz consigo a alvorada, a trombeta que acorrenta os que dormem. Sou o escudo que defende os reinos dos homens.”

Sam era um personagem que eu nem imaginaria que teria capítulo. E é um personagem que eu já gostava, desde as aparições nos capítulos do Jon. Ele realmente teve necessidade de um capítulo, pra sabermos o que estava acontecendo na Patrulha, e assim que começamos a saber, tive um choque foda, que foi a morte do Velho Urso, depois de uma confusão na casa do Craster.

Sam por ser bonzinho, traz Goiva e seu filho e ajuda Bran a ir pro outro lado da Muralha. No fim foi de extrema importância para a Patrulha e me fez ficar cada vez mais fã dele, quando manipulou as eleições para não ter Janos Slynt como Comandante e colocando as pessoas para votarem em Jon Snow.

Jon Snow:

“Minha espada está a serviço da Patrulha da Noite.”

Um dos meus personagens favoritos. Quase se tornou Senhor de Winterfell duas vezes, ou melhor, quase virou Rei uma vez, quando Robb iria declará-lo Rei, se algo lhe acontecesse, mas não deu tempo, pois rodou antes disso. Mas mesmo assim vira Senhor Comandante da Patrulha da Noite.

Não Curti a série mostrando o Jon dando mole pra Ygritte fazer ele de trouxa e fugir, pois na verdade, ele a deixaela fugir e é isso que o salva quando é capturado pelos selvagens. Ele sempre se mostrou fiel a Patrulha, tanto que fez o que fez com os selvagens, mas é fato que ele comeu a Ygritte porque também tava galudo nela e não foi essa conversa fiada de que fez pra fingir ser um selvagem, tanto que cogita várias vezes fugir com ela. Quando Robb iria o declarar Rei, fiquei feliz, porém sabia que não ia rolar, o Martin gosta de fazer essas coisas pra foder nessas emoções no livro rs. To ansioso pra ver essa guerra na Muralha, ver na série, como vai ser. Mas sei que mais foda vai ser o Stannis chegando, querendo transformá-lo em Senhor de Winterfell, mas depois do Sam manipular tudo, ele virar o Senhor Comandante da Patrulha da Noite.

To ansioso é pro no Festim dos Corvos, como o Stannis vai encarar isso.

Sansa Stark:

“Seja brava – disse a si mesma. – Seja brava como uma senhora em uma canção.”

Sansa também tem um nível de azar, porém é mais idiota, porque acredita demais nas pessoas e acaba se fodendo sempre, como quase se ferrou na morte do Joffrey.

Ela já começa o livro na merda, pois é uma periguete que só quer cavaleiro bonitão, sonha com Sor Loras e se fode casando com o Duende. O Duente ainda foi um bom marido pra ela, nem tirou o cabaço dela e não queria que ela sofresse e ela sendo escrota (o que me fez tomar um pouco de raiva dela, por ser mimadinha), mas a Sansa é o exemplo que o Martin é o cara, ele sabe escrever pra todos os tipos de público, até as menininhas que são fãs de Sansa, que acreditam em principezinho encantado e para os que são fãs da escrotizagem do Jaime.

Não sei quem é pior, Robert Arryn ou a mãe, Lysa Tully. Robert consegue ser pior que o Joffrey.

Eu não sei por que, mas ainda acho que Mindinho vai foder ela. Uma coisa que reparei é que Lysa Tully a toma como pato pra afogar mágoa que tem com a mãe, quase a mesma coisa que o Snape fazia com o Harry (Harry Potter). Interessante é a história de Cat ter ido pra cama de Mindinho ou não, sempre rolava essa dúvida e foi esclarecido que não rolou, que Mindinho estava bêbado e deitou-se com Lysa, achando que era Cat.

Foda foi à revelação de que Lysa matou Jon Arryn, tudo a mando do Mindinho e mostra o quanto Mindinho foi foda no final, matando Lysa e acusando Marillion.

Quando eu li sobre a revelação da morte de Jon Arryn, eu fiz questão de colocar o blu-ray e ver o início do episódio um, pra ver a conversa de Jaime e Cersei sobre a morte de Jon Arryn e ver a conversa de Ned Stark com Cersei Lannister no seriado e no livro. No livro realmente Cersei não fala sobre ter matado Jon Arryn. Na serie não rola a conversa sobre terem sido eles entre Cersei e Jaime e na conversa com Ned ela não afirma nada, o que mostra que a HBO no mínimo conhecia a história mesmo.

Epílogo:

“Nunca tive nenhuma maldita sorte”

Visto aos olhos de Merrett Frey, que está à caça de Petyr Espinha (seu sobrinho), a pedido do pai (Senhor das Gêmeas), contrata mercenários (a Irmandade sem estandartes, que tem como líder Beric Dondorrion) para o feito, quando chega no local, ao dar as moedas de ouro, encontra seu sobrinho morto.

No fim acaba traído pelos mercenários e é preso sobre acusação de ter participação no plano de matar Robb Stark. Quando Merrett nega, Catelyn aparece viva e confirma que ele estava envolvido, logo a seguir é enforcado.

O livro é animal, é com certeza top 5 em todos os livros que já li na vida, o melhor livro entre os três primeiros e falados por muitos, o melhor da franquia.

Anúncios

2 comentários sobre “As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 3 – A Tormenta de Espadas

  1. Muito bom o seu resumo!! Me diverti lendo ele! rsrsrs Li para relembrar algumas partes do livro, vou começar a ler “O Festim dos Corvos” agora. Você já terminou o quarto livro?

  2. Adorei o post! Estou ansiosa para Game of Thrones season 7, o último capítulo me deixou super animado, o tempo restante já em breve para a transmissão e que é muito emocionante! Eu acho que todo o elenco tem feito um grande trabalho, é uma das minhas séries favoritas, tem uma grande história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s