Boss (Season Two)

E ai galera,

Falar sobre o final dessa série maravilhosa, que é Boss. A série no ano passado disputou Globo de Ouro, de melhor série, e perdeu para Homeland, mas Kelsey Grammer ganhou prêmio de melhor ator de série dramática, o que foi bastante merecido (mesmo eu achando que ficou pau a pau com Steve Buscemi). Esse ano, das séries que acompanhei, acho difícil Grammer não estar disputando novamente o prêmio, pois foi melhor que ano passado.

Sobre a sinopse da série, não vou comentar, até porque tem nos links relacionados, então quem não conhece a série, recomendo que leia a sinopse.

Em relação a primeira temporada, a série evoluiu bastante, uma das minhas principais críticas, que era a apelação para a nudez, nessa temporada eu a retiro. Sim, teve nudez, mas tudo dentro da história, o que faz a série evoluir bastante no meu conceito.

Essa temporada foi bem mais abrangente, tratou de mais temas que a temporada anterior, tratou não só das eleições, mas as consequências das atitudes de Kane, da evolução de sua doença, das novas alianças para alcançar seus objetivos e também mostrou um envolvimento de mais personagens, deixando a série bem rica em conteúdo.

~ÁREA DE SPOILERS~

Sobre a temporada, vou tentar ser o mais breve, pra esse post não virar um livro rs.

Começando sobre analogias da série, não sei se ficou claro pra muita gente, mas Kane e a cidade de Chicago têm relações, do tipo, no episódio Blackfish (2×06), quando Kane está mal, no ápice de seus delírios, Chicago começa a enlouquecer também, criando rebeliões e protestos por toda parte, o equilíbrio de ambos está abalado. No fim, depois do tratamento, quando Kane está bem, a cidade volta a ficar bem, o que mostra essa conexão.

Kane mostrou ser macaco velho nesses episódios, fazendo tudo que está ao seu alcance e o que aprendeu nesses anos de política, para conseguir concluir seus objetivos e nunca sair perdendo, simplesmente é um personagem FODA.

Outro personagem que eu gostei bastante nessa temporada, foi Kitty, que também mostrou que a experiência que ganhou trabalhando com Kane, que a tornaram forte para poder lutar contra Zajac, quando estava apoiando a oposição e como tomar medidas para voltar a trabalhar para Kane.

Uma surpresa nessa temporada, foi Jonathan Groff, fazendo papel de Ian, filho da Kane. Ian se mostrou um personagem com ambições e que provavelmente seguirá o caminho do pai. Acredito que o personagem tenha capacidade de ser tão foda quanto o pai, pois mostra que não tem limite para conseguir seus objetivos, como Kane mostra ser.

Já no lado bonzinho, tem Mona, que foi trabalhar com Kane, para tentar concretizar seus objetivos, pois ela talvez seja a única personagem que queria ajudar a população, sem ter benefício nenhum nisso. Ao trabalhar com Kane, acreditou que poderia o fazer mudar, mas como diz o velho ditado do filme Cidade de Deus, “malandro não para, malandro dá um tempo”, e foi isso, quando Kane precisou chutar o balde e pisar por cima dos objetivos de Mona, usando tudo que ela defendeu, como palanque, ele fez e whatever sentimento dela ou objetivos.

Pra finalizar, falar sobre Emma, Darius e Meredith. Emma que se tornou uma viciada foda, volta a morar com os pais, depois de ser libertada da prisão e ganhado privilégio de prisão domiciliar. No início ficou meio revoltadinha com a situação, mas viu que ficar na casa dos pais é melhor do que na cadeia. Quem não teve muita sorte foi Darius, que gostava de Emma, porém só foi usado para conseguir drogas pra ela. No fim, depois de ajudar Emma, quem acabou ficando com Emma foi Ian (detalhe pro incesto).

Já Meredith, que me lembra um pouco Sherry Palmer, por ter suas cartas e contatos na manga, tentou ser mais esperta que Kane, depois de virar vereadora, mas acabou quase morrendo de quebra rs.

Mas ninguém ganhou o prêmio de mais fodido da série, como Sam Muller, que perdeu o emprego e ainda a credibilidade, não pode trabalhar mais como jornalista.

A temporada foi muito boa, o elenco da série é muito bom, as atuações foram muito boas, ótimo figurino e cenário. Não tive nada o que reclamar da série, só tenho que recomendar. Grande série e que venha a renovação.

 

Links Relacionados:

Sinopse de Boss

Season Finale de Boss (1ª Temporada)

Top 10 Aberturas

Anúncios

Um comentário sobre “Boss (Season Two)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s